11 ago

Anúncios
20 ago

20 ago

Mania de flores

21 fev

Sem dúvidas a estampa que mais marcou o meu verão foram as flores! Acredito que a tendência veio de Paris inspirada pela primavera, claro, e foi super aceita por aqui. Veio para complementar o estilo romântico que já virou febre nesses últimos meses, tanto as saias de cintura alta evasês, balonês, as rendas e babados, os cinto finos marcando a cintura, laços, tiaras, fitas! Hoje em dia há espaço para qualquer gênero e visual, e o look romântico bem feminino é um dos mais procurados!
A estampa liberty, que são essas florzinhas bem pequenas, pode ajudar a alongar a silhueta! Ela começou há muito tempo(por volta de 1840) por conta de Lanseby Liberty que produzia peças com a padronagem. A loja existe até hoje em Londres (um dos meus sonhos é ir conhecer), e o uso de tais está mais forte do que nunca!

Liberty em Londres

Anos de história na loja Liberty em Londres

As flores não apenas inspiraram peças de roupas, como também decorações domésticas, materiais escolares, entre outros. A Nike, marca esportiva, tabém se rendeu ao romantismo. Marc Jacobs lançou dois perfumes com embalagens artísticas floridas: o Lola, e o  Daisy.

Daisy by Marc JacobsLola by Marc Jacobs

.

As combinações são infinitas, florais pequenos com grandes são uma boa aposta! Misturar estampas é tendência, porém temos que ter cuidado para o look não ficar carregado demais, é bom que as peças conversem entre si. Misturar acessórios em couro, como cintos, bolsas e sapatos.  Tecidos diferente produzem um ótimo efeito.
O floral é perfeito para o verão, mas também é muito visto no inverno com jaquetas, coturnos, botas….

 

romantismo

Vou fechar esse post com alguns looks que levam o tema de hoje como base! Até mais..

cintura bem marcada em look de Gossip Girl

taylor swift em look romantico

e Alexa Chung

 

SPFW e Fashion Rio: outono/inverno 2011

14 fev

Estava quase voltando de viagem quando os dois eventos de moda mais importantes do Brasil estavam acontecendo, quando cheguei descobri que tinha um ingresso para cada um, mas no próximo ano estarei lá. Enquanto isso, pesquisei, estudei e li muito sobre tudo que rolou nas duas semanas e o resultado foi: sem grandes mudanças.

Embora as duas cidades tenham climas diferentes, por isso devemos levar em conta as diferentes tendências apresentadas de acordo com o próprio estilo da marca, as tendências lançadas foram em sua maioria já vistas em outras partes do mundo e inclusive aqui.

Muito preto em São Paulo e muita cor no Rio. Mistura de padrões, tecidos e texturas em ambos. Couro. Brilhos localizados, podendo ser em mangas, barras ou golas. Alfaiataria com caimento bastante melhorado. Influência da arquitetura nas estampas, grafismos, listras, recortes e peças bem estruturadas. A renda depois de haver sido ressuscitada pela Prada, continuará.

Couro, mix de texturas, trasparências, rendas e boa alfaiataria.

Grafismos, brilho localizado, misturas e estrutura.

O novo pode estar no branco fazendo parte da cartela de cores do inverno, que eu particularmente gosto muito. No minimalismo que anda conquistando espaço por aqui. No aparente aumento do comprimento das saias e vestidos. E em duas tendências em particular: o cinto enrolado em botas e o poá3d vistos em alguns desfiles como no de Reinaldo Lourenço.

Branco no inverno, minimalismo e alongamento das barras.

Cintos amarrados em botas e perólas(poá 3d) novas composições.

Em relação a sapatos, as botas como sempre seguirão marcando presença. Dessa vez o coturno com diversos tipos de canos foi marca de muitos desfiles. As botas de cano médio também podem aparecer e as ankle boots em salto anabela e amarrações.

Botas: cano médio, coturnos, anabelas

 

Dei uma olhada nas fotos de alguns desfiles, nada surpreendente, as compras feitas no inverno anterior poderão seguir firmes e fortes. O couro é peça chave, nosso inverno não pede grandes preocupações, assim que podemos ficar apenas com ele. A pele foi vista em alguns casos, apesar de achar que pode ajudar a compor um look legal, sempre a decartei, porque a considero desnecessária em um país como nosso, se fosse usar, apenas fake! Deixemos para uma viagem ao exterior.
Com o calor que faz aqui é bem complicado olhar toda a moda outono inverno e pensar realmente nela, que o inverno chegue logo.

A semana de moda de Nova York está acontecendo, próximo post talvez escreve algo sobre ela! Até mais.

clogs, oxfords e cuissardes

9 fev

Como quase estudante de jornalismo, mas com muita experiência em redações para colégios e vestibulares vejo que a coisa mais óbvia a se fazer é meu primeiro blog! Podem conferir no “saiba algo sobre mim” meus gostos e aspirações e não poderia ser diferente, vou falar sobre moda. Uma moda sob o meu ponto de vista, uma moda que aparece sob meu olhar no cotidiano.
Gosto de separar e organizar minha vida, então seguirei essa linha no blog e separo os posts em categorias de acordo com a estação do ano.

Nesse primeiro contato falarei sobre três tipos de sapatos que estão conquistando um espaço no meu armário. Aqui onde eu moro, São Paulo(não por muito tempo), esses estilos ainda parecem um pouco desconhecidos, a tendência é tímida, porém aos poucos as pessoas estão aderindo.
As clogs, os oxfords e as cuissards já não são mais tendência lá fora e ganharam as ruas já faz um tempo. Apareceram nos desfiles da Chanel, Marc Jacobs, Miu Miu…

Aqui no Brasil as clogs são mais conhecidas como tamancos pesados com saltos feitos de madeira, são ótimas para quem não sai do salto nem no verão e as abertinhas na frente são uma ótima pedida. Parecem ter sido as mais bem aceitas dentre os três tipos de hoje. O legal de usá-las é quebrar looks românticos com uma pegada mais étnica; fazer combinações com outros elementos como bolsas de couro e franjas e criar um visual bastante folk e o mellhor de tudo que apesar de alguns modelos serem bem altos, eles são mega confortáveis por conta da plataforma

clog no desfile chanel

.

————————————————————————————————————————-

Os oxfords, aqueles sapatinhos tirados do estilo dos estudantes da universidade de Oxford, sofrem por serem chamados de sapatos de boliche, ou totalmente masculinos, ou antigos demais (eu mesma já ouvi isso usando meu par), porém é só questão de tempo para as pessoas se adaptarem a vê-los dominando as ruas. Os dois tipos com salto e sem estão na cena fashion, porém não sou muito fã de oxfords altos. Nos corredores da SPFW foram os substitutos das sapatilhas, são ideais para qualquer estação e no verão as versões recortadas estão super em alta.

—————————————————————————————————————————–

Ok, estamos no verão, porém as cuissarde, pra quem não sabe, botas de cano beeem longo, pra cima do joelho, são febre no países que estão no inverno agora! Comprei as minhas nesse inverno de Barcelona por uns 30 euros cada, incrivelmente baratas! Como os outros dois modelos de sapatos, elas também sofrem resistência, mas tenho certeza que quando o inverno chegar as brasileiras se renderão. Ficam lindas com calça jeans ou meia calça. Podem ser de couro, de camurça e já vi a opção em tecido também. O cuidado deve estar na hora de combiná-las, não usar uma cuissard de couro com outras muitas peças de couro porque podemos acabar comum look fetichista do estilo Lady Gaga. E também atenção às pernas muito grossas, não fica bonito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

————————————————————————————————————————–

Bom, essas são minhas apostas em sapatos para os próximos meses!
Nunca fui muito boa em conclusões de redações, então vou acabar esse post com um simple até logo.